Candidato tenta matar rival deficiente físico e é preso em Minas Gerais

Um candidato a vereador se envolveu em uma briga com um concorrente deficiente físico e tentou matá-lo disparando dois tiros nesta terça-feira. Nenhuma das balas que saíram da arma de Carlos Antonio Ferreira Alves (PR) atingiu José França da Conceição (DEM), ambos pleiteantes a uma vaga na câmara de Mario Campos (MG), região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo o inspetor da Polícia Civil Nestor Aparecido Ribeiro, responsável pelas investigações, a briga teve motivos políticos, e começou com os candidatos se chamando de "vagabundo". A discussão verbal evoluiu para ataques físicos, mas os dois foram separados por testemunhas. Depois disso, Conceição (Zé Baiano na urna) entrou em casa, na frente da qual ocorrera o atrito. Alves (Carlinhos da Ambulância na urna) foi até o carro, pegou a arma e atirou, sem acertar o rival político.

Testemunhas impediram novos disparos e a polícia foi chamada, enquanto o candidato do PR saía ameaçando o concorrente de morte. Alves foi preso depois e autuado em flagrante por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Ele está no presídio de Ibirité, também na região metropolitana de Belo Horizonte.

Nesta tarde, de acordo com o inspetor da Polícia Civil, os peritos estiveram no local para constatar os disparos e a vítima foi levada para fazer exame de corpo de delito, já que mesmo sem ter sido atingida pelos disparos houve uma agressão física anterior. A expectativa é de que o inquérito, sob responsabilidade do delegado Álvaro Aparecido dos Santos, seja concluído em cerca de 15 dias, o que vai depender da entrega dos laudos pela perícia.