"Precisamos trabalhar com intensidade", diz Aldo Rebelo sobre Olimpíadas do Rio

Apesar do Rio de Janeiro ainda estar iniciando os preparativos para construir o Parque Olímpico para 2016, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse que ainda há tempo para que o cronograma de obras dos Jogos de 2016 seja cumprido. Ele, no entanto, alertou que é preciso trabalhar com "intensidade", para que tudo seja feito conforme o previsto.

"Nossos prazos não são incompatíveis com aqueles que foram adotados aqui em Londres, ou na China. Precisamos trabalhar com intensidade, com espírito de alta responsabilidade, para dar conta desses desafios. Se fizermos de acordo com cronograma estabelecido, entregaremos as obras dentro do prazo esperado¿, afirmou, após participar de um evento, em Londres, que marcou o lançamento da nova campanha de promoção do Brasil no exterior.

O modelo inglês utilizado na organização dos Jogos de Londres deve ser inspiração para o Rio preparar a Olimpíada de 2016, opinou Rebelo. Para ele, Londres é um "aprendizado" em termos de infraestrutura esportiva, recepção aos turistas, segurança, acomodação dos atletas, telecomunicações e trânsito.

Outro ponto exaltado pelo ministro foi a preparação dos esportistas ingleses para os Jogos, que serão abertos na próxima sexta-feira. Rebelo manifestou preocupação com o desempenho do Brasil, em 2016, e disse que o resultado de Londres será um bom medidor em relação ao que os atletas brasileiros poderão obter daqui a quatro anos.

"Vamos acompanhar o esforço dos nossos atletas para a obtenção de medalhas. Isso vai nos oferecer um parâmetro para 2016, quando o Brasil terá uma responsabilidade muito maior, como país competidor também. Ao acolher os jogos, temos que ter desempenho compatível com condições de país-sede", observou.

Aldo Rebelo reafirmou esperar que os atletas brasileiros conquistem mais medalhas do que as 15 que o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) estima. Para o ministro, 20 pódios é um "número razoável", diante dos investimentos que, segundo ele, vêm sendo feitos no esporte brasileiro.

"De Pequim a Londres, houve muito mais investimentos nos atletas, em centros de preparação", comentou.

O ministro manifestou especial confiança de que o futebol masculino conquiste a primeira medalha de ouro em uma Olimpíada. Para Rebelo, os jovens jogadores do Brasil já tem bastante rodagem no esporte.

"Creio que, em Londres, poderemos conquistar a medalha de ouro no futebol masculino. Temos uma situação excepcional, com muitos atletas em idade olímpica já maduros, já competindo por seus clubes", acrescentou.