Motorista vai responder na Justiça por morte de ciclista em São Paulo

 A Justiça aceitou a denuncia do Ministério Público (MP) de São Paulo contra o motorista de ônibus acusado pela morte da ciclista Juliana Ingrid Dias, 33 anos, no dia 2 de março deste ano na avenida Paulista. A acusação formal contra o motorista foi recebida pela juíza Patrícia Alvarez Cruz, da 9ª Vara Criminal da Barra Funda, no último dia 26 de junho, mas a divulgação só foi feita nesta quarta-feira.

Segundo as investigações, o réu dirigia um ônibus no sentido Consolação quando tentou mudar de faixa e bateu na ciclista, que caiu e foi atropelada por outro ônibus que vinha no corredor destinado ao trânsito desses veículos.

O motorista vai responder por homicídio culposo, sem a intenção de matar. De acordo com a denúncia, ele agiu com imprudência por circular em uma faixa de tráfego não apropriada. O MP ainda diz que o motorista não respeitou a devida distância da bicicleta da vítima.

A juíza Patrícia Alvarez Cruz aceitou a denúncia por entender estarem "presentes nos autos de inquérito policial indícios suficientes de autoria e materialidade".