Ministro Joaquim Barbosa diz que Peluso "se acha" e não sabe perder 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa afirmou nesta quarta-feira, após a posse da ministra Carmem Lúcia na presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que seu colega e presidente da corte, Cezar Peluso, "se acha" e "tentou criar" obstáculos à corregedora do CNJ, Eliana Calmon, além de não saber perder, de acordo com informações da Folha de S.Paulo.

Na terça-feira, Peluso, em entrevista ao site Consultor Jurídico, chamou Joaquim Barbosa de "inseguro", acrescentando que o colega pensou em tomar rumo político depois de ser aplaudido no Rio de Janeiro por aceitar a denúncia do mensalão, em 2007. 

Em sua última sessão como presidente do TST, Cezar Peluso não foi homenageado, como usualmente acontece. Questionados, os ministros disseram que não houve um motivo específico para a falta de homenagem, que normalmente é feita pelo membro mais antigo - o ministro Celso de Mello, que ontem não estava presente.