PMs que atiraram contra turistas no CE são absolvidos

Depois de mais de 13 horas de julgamento no Fórum Clóvis Bevilaqua, em Fortaleza, dois policiais militares acusados de tentativa de homicídio foram absolvidos na noite de segunda-feira. Francisco Edemildo de Lima e Rinaldo do Carmo de Souza eram julgados pela participação em uma ação policial desastrosa que terminou com uma caminhonete de turistas atingida por 22 disparos.

O motorista do veículo, o italiano Innocenzo Brancati, foi atingido no braço, e o espanhol Marcelino Ruiz Campelo ficou paraplégico. Em depoimento, as vítimas denunciaram que não houve sequer abordagem policial antes dos tiros.

O Tribunal do Júri decidiu pela absolvição dos PMs porque, segundo os jurados, não houve intenção de matar. O Ministério Público anunciou que vai recorrer da decisão. Outros policiais já foram a julgamento pelo mesmo episódio. Em novembro do ano passado, Luiz Ary da Silva Barbosa foi sentenciado com 24 anos em regime fechado e um mês depois Francisco Emanuel Rodrigues Felipe foi condenado a 3 anos e seis meses em regime aberto.

Outros três PMs aguardam pronunciamento do Tribunal de Justiça do Ceará, e um quarto morreu durante o andamento do processo.