Fraudes contra IR causam prejuízos de R$ 30 milhões no DF

Uma operação conjunta da Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público Federal (MPF) chamada 'Marcação Cerrada' cumpriu nesta quarta-feira mandados de busca e apreensão contra contribuintes que enviaram declarações suspeitas de conter dados para gerar ilicitamente altos valores de restituição do Imposto de Renda (IR), de acordo com informações da assessoria de imprensa da Receita. A fraude pode ter causado prejuízo superior a R$ 30 milhões ao governo.

Conforme a assessoria, a operação decorre de investigação que começou há um ano com monitoramento de cerca de 1.500 contribuintes que enviaram declarações suspeitas, com o uso de despesas fictícias com pensão alimentícia, saúde, previdência privada e educação. Além disso, os contribuintes usavam artifícios para não cair na malha fina. Parte dos contribuintes que estariam se beneficiando das fraudes são servidores públicos da União e do Distrito Federal, conforme a Receita.

Os contribuintes serão chamados para comprovar as informações constantes das declarações e, caso não sejam confirmadas, além do imposto devido, será cobrada multa de até 150% do valor sonegado, diz a assessoria.