Começa coleta de assinaturas para abertura de CPI sobre Carlos Cachoeira 

O líder do PT no Senado, Walter Pinheiro (BA), anunciou que a bancada do partido vai começar na tarde desta terça-feira (10) a coleta de assinaturas para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as relações de parlamentares, como o senador Demóstenes Torres (Sem partido-GO), com o empresário Carlinhos Cachoeira, preso na operação Monte Castelo da Polícia Federal. 

Walter Pinheiro informou ainda que está em negociação com a Câmara dos Deputados a possibilidade de ser instalada uma CPI mista com integrantes das duas casas legislativas.

– Preferimos uma CPI mista, mas não queremos atrapalhar o trabalho da Câmara, que já começou a recolher as assinaturas. No fim da tarde, devemos chegar a um entendimento sobre o assunto. Se não for possível uma comissão mista, teremos uma CPI no Senado e outra na Câmara – explicou o líder petista.

Objeto

O senador adiantou que o objeto da CPI a ser instalada não é o jogo ilegal, que já foi tema de outra comissão parlamentar de inquérito no próprio Senado.

– Hoje à tarde vamos fechar o texto do objeto central de apuração da CPI e vamos passar aos partidos para que cada um analise. PMDB, PTB, PR, PSB, PDT e outras legendas vão se reunir na tarde desta terça também. É certo que a CPI não deve ficar restrita ao senador Demóstenes Torres. Caso contrário, apenas o Conselho de Ética faria a apuração restrita ao senador – explicou.