Exames mostram que tumor na laringe de Lula desapareceu 

Exames que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou nesta manhã no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, indicaram que ele não tem mais sinais de câncer na laringe. Lula realizou uma ressonância magnética e uma laringoscopia e ambos os testes deram negativo.

De acordo com uma pessoa ligada ao político, ele chegou às 8h à casa de saúde e saiu por volta das 11h30. Ele saiu por uma porta lateral do hospital e não falou com a imprensa. 

"Não podemos falar em cura, mas podemos dizer que não temos mais sinais da doença. É um alívio", disse um dos médicos que tratam do ex-presidente.

O câncer de Lula

Após queixa de dores de garganta, Lula realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro do ano passado. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe, que seria inicialmente tratado por quimioterapia.

O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de "caroço" na garganta e falta de ar.