Morre moradora de rua que teve corpo queimado por adolescente no ES 

A moradora de rua Marinalva Silva Alves Marinalva Silva Alves, que teve 64% do corpo queimado na quinta-feira por um adolescente em Linhares, no Espírito Santo, morreu na madrugada deste sábado, de acordo com informações do Departamento Médico Legal (DML) de Linhares.

O adolescente de 16 anos foi detido na quinta-feira por suspeitas de ter ateado fogo em três moradores de rua que dormiam em uma quadra de esportes abandonada. Conforme a Polícia Civil da cidade, ele confessou o crime e alegou que estava incomodado com o uso do espaço como dormitório e banheiro do grupo.

O jovem teria incendiado colchões e dois homens conseguiram se levantar e não ficaram feridos, mas Marinalva teve dificuldades porque estaria embriagada. O adolescente responderá por fato análogo a tentativa de homicídio, podendo ser condenado a até três anos de internação.