MG: ainda em greve, rodoviários aceitam reajuste de 9% no salário

Os motoristas e cobradores de Belo Horizonte e região metropolitana decidiram aceitar a proposta de 9% de reajuste salarial para toda a categoria em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira, no centro da capital mineira. Contudo, a greve dos rodoviários continua pelo menos até amanhã, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Belo Horizonte (STTR-BH).

De acordo com o sindicato, a greve, que começou na segunda-feira, será encerrada apenas se o sindicado das empresas responsáveis pelas linhas de ônibus também aceitarem o reajuste de 9%. Os trabalhadores e empresas tem até esta quinta-feira, às 13h, dar uma posição ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) se a greve será suspensa ou não.

Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH), nesta quinta-feira pela manhã será feita uma assembleia que vai decidir se as empresas aceitarão, ou não esse novo reajuste.

Caso não haja acordo, o sindicato, que chegou a reivindicar aumento de 49%, informou que vai continuar acatando as condições impostas pelo TRT durante a reunião feita na tarde de ontem, onde o desembargador Marcus Moura Ferreira, 1º vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, determinou que 50% da frota circule em horários normais e 70% nos horários de pico.