Divórcios em cartórios de São Paulo crescem cerca de 50% em 2011

O Estado de São Paulo registrou um aumento de 48,3% no número de divórcios registrados em cartórios em 2011. O levantamento do Colégio Notarial do Brasil de São Paulo (CNB-SP), divulgado nesta quarta-feira, registrou, no ano passado, 13.909 divórcios, sendo que no ano anterior, em 2010, foram 9.377.

De acordo o órgão, o aumento é consequência da Emenda Constitucional 66, publicada em julho de 2011, que extinguiu os prazos necessários para a realização do divórcio. Antes, era preciso estar separado judicialmente há 1 ano ou separado de fato por 2 anos para o casal poder se divorciar.

O órgão divulgou também a parcial de anos anteriores, o que demonstra uma crescente nas ocorrências de divórcio: em 2007 foram 4.066; em 2008, 4.451; em 2009, 4.466.

Para o CNB-SP, a lei que permitiu o divórcio em cartório trouxe grandes benefícios para a população e também contribuiu para o desafogamento do Poder Judiciário, que poderá ficar reservado aos casos em que realmente exista divergência entre as partes.