Jucá: governo deve 'acalmar os ânimos' da base aliada 

Em tom conciliatório, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), comentou nesta sexta-feira o manifesto de deputados do seu partido, com críticas ao PT da presidente Dilma Rousseff. Para o senador, o governo deve tentar "acalmar os ânimos" da base alida.

"É importante ter o PMDB unido e ter o PRB na base aliada", disse o senador. Nesta sexta-feira, Dilma empossará Marcelo Crivella como ministro da Pesca e Aquicultura. A manobra política, segundo fontes, serviu para tentar tirar da disputa à prefeitura de São Paulo, o pré-candidato Celso Russomanno, com bastante aceitação em camadas populares.

A decisão da presidente foi feita de maneira muito discreta e surpreendeu até o PMDB, principal aliado do governo. "A reunião de coordenação que poderá formar condições para acalmar os ânimos", disse Jucá, referindo-se a um encontro regular com a cúpula do governo e com os principais líderes da bancada do governo no Congresso Nacional.