Ciclistas protestam após atropelamento e morte na Paulista 

Um grupo de ciclistas fez um protesto nesta sexta-feira e cobrou mais "respeito e segurança" nas ruas de São Paulo após um atropelamento e morte na avenida Paulista, próximo ao cruzamento com a rua Pamplona, no centro da cidade. O acidente ocorreu por volta das 9h45 de hoje e o grupo, identificado com o Massa Crítica, se dirigiu ao local com bicicletas. À noite, a partir das 19h, os ciclistas planejam um ato em homenagem à vítima.

"A reunião foi para cobrar respeito e mostrar que a situação está começando a ficar inviável devido à falta de respeito de motoristas de ônibus e taxistas", afirmou uma das integrantes do Massa Crítica, identificada como Luiza Dias Lamas. Os bombeiros chegaram a enviar viaturas de resgate ao local do acidente, mas foi constatada a morte antes do socorro. Tanto a idade quanto a identidade da vítima ainda eram desconhecidos, segundo a corporação.

"As pessoas que estavam lá comentaram que o motorista furou o sinal e atropelou a garota", disse o ciclista Guilherme Silva. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o acidente ocorreu no lado direito da avenida Paulista, onde existe uma faixa preferencial para ônibus.

Os ciclistas marcaram para a noite desta sexta-feira uma homenagem à vítima. O grupo sairá da praça do Ciclista, próximo ao cruzamento da avenida Paulista com a rua da Consolação, por volta das 19h. Na semana que vem, o Massa Crítica fará a 1ª Bicicletada Extraordinária Nacional para protestar contra a violência no trânsito.