Marta critica postura do PT para eleições em SP: "Fomos precipitados" 

No início da tarde desta terça-feira (28), a senadora Marta Suplicy (PT-SP) criticou, em sua conta no Twitter, a busca por alianças do seu partido para as eleições em São Paulo, principalmente no que diz respeito ao flerte que os petistas tiveram com o PSD, do prefeito Gilberto Kassab.

"No processo eleitoral de São Paulo é preciso reconhecer que erramos. Fomos precipitados", escreveu Marta. E completou: "Ficamos flertando com adversário enquanto nossos tradicionais aliados migraram para o lado deles".

A senadora petista foi uma das lideranças mais críticas do partido a uma possível aliança entre PT e PSD. Nesta semana, com a entrada do ex-governador tucano José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo, a aproximação de Kassab com os petistas foi enterrada definitivamente, pelo menos na capital paulista. Isso porque o prefeito, desde o início, já havia se comprometido a apoiar Serra caso este fosse candidato.

Durante as conversas - mesmo informais - entre PT e PSD, Marta chegou a dizer que a possibilidade de aliança com Kassab era um "pesadelo" e que ela não queria "acordar de mãos dadas" com o prefeito.

Nos últimos dias, dirigentes do PT paulistano ligados a Haddad têm conversado com a senadora para acertar como e quando ela irá entrar de vez na campanha. Marta é tida como peça-chave para que Haddad consiga votos na periferia da capital, onde a senadora tem força entre a militância. A avaliação é a de que Marta entre em campo com o início de atividades como caminhadas e comícios.