Surpreso, Haddad diz que Kassab é bem-vindo em festa do PT. Prefeito é vaiado

O ex-ministro da Educação e pré-candidato à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, expressou surpresa ao saber que o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), estava presente na festa de comemoração aos 32 anos do Partido dos Trabalhadores (PT). "Quem?", reagiu Haddad aos repórteres ao ser informado da novidade. "Ele é bem-vindo para comemorar essa data importante", resumiu o ex-ministro.

O prefeito de São Paulo, que lançou o PSD no ano passado, dialoga com o PT para lançar uma chapa nas eleições municipais desse ano. No fim de janeiro, Kassab disse em entrevista coletiva que sua prioridade era lançar o vice-governador paulista, Afif Domingos, como cabeça de chapa no pleito. Apesar do anúncio, o PSD não deixou de lado as articulações com o PSDB e com o PT.

Questionado sobre as prováveis alianças no pleito de 2012, Haddad apenas disse que a ideia é priorizar os partidos de base do governo federal. "Nossa prioridade é manter e intensificar os entendimentos com os partidos da base da presidenta Dilma."

O presidente da Câmara Federal, Marco Maia (PT-RS), afirmou, no entanto, que o PT deve compor coalização junto a Kassab nas eleições deste ano pelo Executivo  da maior cidade do País.

"O PT deve fazer aliança com Kassab em São Paulo e com o PSD em todas as cidades em que for possível. Não acho que deva ser uma determinação. Deve-se avaliar cada cidade. O PSD é um partido importante e é uma boa parceria para o PT nas eleições municipais", disse Maia no encontro de comemoração dos 32 anos do PT, em Brasília.

Ao subir ao palco para discursar na festa petista, Kassab foi vaiado pela militância do partido.