PT quer priorizar cidades com mais de 150 mil eleitores

Ao comemorar os 32 anos de sua fundação, o Partido dos Trabalhadores (PT) reiterou nesta sexta-feira a intenção de conquistar nas eleições o maior número de municípios com mais de 150 mil eleitores. "Para o sucesso do nosso projeto, o fortalecimento do PT e a vitória nas eleições deste ano são decisivos. Por isso, nossa meta é manter os municípios que governamos, reconquistar cidades que perdemos e avançar eleitoralmente em cidades estratégicas", diz trecho da Carta de Brasília, formalizada durante o encontro petista, em Brasília.

"Nossas alianças buscarão consolidar o bloco político que apoia o governo federal e nossa força local. Respeitaremos os partidos aliados em suas legítimas pretensões de crescimento, da mesma forma que defenderemos acima de tudo o sucesso de nossas candidaturas em todo o País", afirma o documento petista.

O prefeito de São Paulo e fundador do PSD, Gilberto Kassab, que articula alianças municipais com o PT para o pleito de outubro, participa, ao lado da presidente Dilma Rousseff, de ato público em comemoração ao aniversário da legenda. Ao ter o nome anunciado, ele foi vaiado, mas não esboçou reação e compôs a mesa de autoridades do aniversário ao lado do vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, e do presidente do PCdoB, Renato Rabello. Mais cedo, o presidente da Câmara Federal, Marco Maia (PT-RS), afirmou que o PT deve compor coalização junto a Kassab, nas eleições deste ano na capital paulista.