BA: soldado flagrada em gravação telefônica é presa 

A Polícia Federal prendeu, na noite desta quarta-feira, a soldado Jeane Batista de Souza, do Batalhão de Guardas da Polícia Militar. A soldado foi flagrada em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça articulando a invasão de um batalhão, localizado no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. Segundo informações do governo baiano, o Batalhão de Guardas é responsável pela proteção de todo o sistema prisional.

Outros dois líderes do motim, integrantes da lista dos 12 mandados solicitados pelo Ministério Público Estadual e expedidos pela Justiça, também estão presos, acusados de formação de quadrilha e roubo de patrimônio público. Na madrugada de domingo, foi preso o soldado Alvin dos Santos Silva, lotado na Companhia de Policiamento de Proteção Ambiental (COPPA) e, na terça-feira, o sargento Elias Alves de Santana, dirigente da Aspol.

As prisões preventivas foram decretadas pela juíza Janete Fadul e, além de responder pelos crimes, os policiais vão passar por um processo administrativo na própria corporação. Nesta quarta-feira, a Justiça negou, pela segunda vez, os pedidos de habeas corpus de Marcos Prisco e Alexandre Barros.