SP: mulher dá à luz menina 1 dia após ser baleada em Jundiaí

Um dia depois de ser baleada com dois tiros, uma mulher de 27 anos, que estava grávida de 8 meses no dia do incidente, deu à luz uma menina na terça-feira em Jundiaí (SP). Michele Cristina Oliveira foi baleada na segunda-feira enquanto aguardava em um ponto de ônibus em Vila Indaiá, em Várzea Paulista. De acordo com testemunhas, um homem teria efetuado os disparos após passar, junto a outro suspeito, em uma moto.

Michele foi atingida a poucos metros da residência de seus pais. Há cerca de um mês, ela passou por outro suposto atentado, quando foi baleada por um desconhecido. A ocorrência levou a polícia a trabalhar com a suspeita de tentativa de homicídio.

De acordo com testemunhas, os dois rapazes da moto usavam capacetes, o que impossibilitou suas identificações. A Polícia Civil de Várzea Paulista deve chamar o suposto pai da menina recém-nascida para depor. Familiares informaram que ele pode ser o autor ou mandante do crime, já que não teria aceitado a gravidez.

A menina nasceu com 2,54 kg de uma cesariana e passa bem. Michele, que foi atingida no ombro de no abdome e ainda tem projétil alojado nas costas, permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Eliza, em Jundiaí. Ele teve seu baço retirado.