Mesmo com denúncias, Mantega manteve chefe da Casa da Moeda 

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, manteve Luiz Felipe Denucci no comando da Casa da Moeda mesmo após ser alertado pela Casa Civil e pelo PTB, em agosto do ano passado, das suspeitas de irregularidades envolvendo o presidente do órgão. A demissão de Denucci só ocorreu no último sábado. 

Relatório de uma empresa que administra contas bancárias no exterior diz que Denucci recebeu "comissão" de R$ 25 milhões de fornecedores da Casa da Moeda. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A Casa Civil informou que a ministra Gleisi Hoffmann soube pelo líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO), de possíveis irregularidades no órgão e que avisou o Ministério da Fazenda. Em resposta, a Casa Civil foi informada de que "estava em curso" a substituição de Denucci, o que, no entanto, ocorreu apenas cinco meses depois. Procurada pelo jornal, a Fazenda não se manifestou.