SP: vídeo mostra que mulher com rosto desfigurado saiu sozinha

A Polícia Civil de São Paulo procurava, nesta segunda-feira, pistas no computador e no celular da dona de casa Geralda Lúcia Ferraz Guabiraba, 54 anos, para desvendar seu misterioso assassinato. Ela foi encontrada morta sem os olhos e sem a pele do rosto em uma estrada de Mairiporã, na região metropolitana de São Paulo. 

Segundo imagens da câmera do prédio, por volta das 23h30 da última sexta-feira, a vítima saiu sozinha de casa, sem acordar o marido, e sem levar bolsa ou celular.

Considerada muito religiosa, Geralda tinha parado de tomar remédios contra a depressão no fim do ano passado, segundo a família. Desde essa época, falava com frequência em morte e passava horas na internet. 

Quando o corpo da dona de casa foi encontrado em Mairiporã, próximo ao veículo Chevrolet Tracker, a polícia encontrou as chaves no contato e constatou que nada havia sido roubado. Por causa das condições do corpo e da data (sexta-feira, 13 de janeiro), uma das suspeitas da polícia é que o motivo do crime tenha sido um ritual de magia negra. 

Outras linhas de investigação apontam para vingança ou mesmo que ela tenha sido uma vítima aleatória. Para auxiliar no caso, a polícia deve pedir a quebra dos sigilos telefônico e de comunicações de Geralda na internet. Por enquanto, ninguém foi apontado como suspeito.