Estudantes fecham ruas de Vitória no quarto dia de protestos

A sexta-feira começou tumultuada para quem precisava passar pelo centro de Vitória (ES). Um novo protesto de estudantes alterou o trânsito na região. Esse é o quarto dia de manifestações pela redução do preço das passagens do transporte coletivo na Grande Vitória. Pela manhã, os manifestantes se reuniram em frente ao Palácio Anchieta, sede do governo do Estado, e ocuparam as escadarias do prédio.

Segundo a Polícia Militar, 214 militares acompanhavam a manifestação. Os homens da PM estavam distribuídos em vários pontos da capital para garantir a segurança da população e evitar excessos. 

A PM se antecipou ao movimento e decidiu interditar todas as pistas da avenida Jerônimo Monteiro e o trânsito foi desviado para outra importante avenida da capital, a Princesa Isabel.

Por conta do trânsito complicado, muitos passageiros preferiam descer dos coletivos e seguir o caminho até o trabalho ou a escola a pé. Os valores das passagens de ônibus das linhas municipais da capital e da Grande Vitória foram definidos na última sexta-feira, com reajuste de R$ 0,15. A tarifa do Transcol passou a custar R$ 2,45 e a de Vitória, R$ 2,35.