Após explosão de bomba, fórum fecha para investigação em SP 

O fórum de Rio Claro, interior de São Paulo, permanecerá fechado nesta sexta-feira e deve reabrir somente na próxima segunda-feira para a investigação sobre o responsável pelo envio de uma bomba à juíza Cyntia Andraus Carreta. O material explodiu ferindo dois funcionários.

O oficial de Justiça José Carlos Menotti e o funcionário público João Alfredo Torres da Silva Melo tiveram cortes nas mãos, rosto e tórax. Apenas Menotti continua internado em um hospital.

A polícia investiga se o caso é uma retaliação contra a magistrada, já que o pacote, sem remetente, trazia como destinatária a própria juíza. O pacote estava em uma mesa em frente ao gabinete da juíza, mas funcionários estranharam e o levaram para o primeiro andar. Ao ser manuseada a bomba explodiu.

"A principal hipótese que a gente leva em conta é que alguma pessoa está insatisfeita com a atuação da juíza de direito por alguma razão", disse o delegado seccional Roberto José Daher. "Sabemos que criminosos podem tem ter problemas na esfera civil". A polícia requisitou imagens das câmeras de vigilância dos comerciantes das ruas laterais ao Fórum.

Daher não descarta uma averiguação em processos que passaram pelo Fórum e conduzidos por Cyntia Andraus Carreta. O delegado descreve a bomba como de fabricação caseira composta de material explosivo, cacos de vidro, pregos e tachinhas. O detonador estava dentro de uma figura de Papai Noel embrulhado em papel dourado.

De acordo com o delegado, o primeiro andar do Fórum estava praticamente vazio com poucas pessoas na área de recepção no momento da explosão, e, por isso, não houve mais feridos. Com o impacto da explosão, móveis, objetos, paredes e tetos foram danificados.