Sarney retorna de férias e deve examinar pedidos de convocação de Bezerra

 O presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney (PMDB-AP), retorna amanhã (10) do recesso de fim de ano, em meio a uma polêmica sobre a convocação da Comissão Representativa do Congresso, requerida pelo PPS na semana passada. O partido pede que o colegiado seja convocado antes do reinício dos trabalhos legislativos para analisar requerimento que cobra explicações do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, sobre denúncias de favorecimento político na liberação de verbas da pasta. Bezerra nega as acusações.

Segundo a assessoria de imprensa da presidência do Senado, Sarney volta no fim da tarde de hoje (9) do Maranhão e amanhã estará na Casa. Hoje, o líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR) informou, por meio do Twitter, que também protocolará amanhã requerimento de convocação da comissão representativa.  

“A comissão é constituída por representantes do governo e da oposição e é integrada por parlamentares das duas casas do Congresso Nacional para atuar durante o recesso parlamentar, quando necessário. As denúncias que envolvem o ministro Fernando Bezerra justificam essa providência”, disse Álvaro Dias no microblog.

A Comissão Representativa do Congresso – formada por oito senadores e 17 deputados indicados pelas lideranças partidárias – está de plantão desde o dia 23 de dezembro. O plantão vai até 1º de fevereiro. As reuniões são convocadas pelo presidente. Para que sejam realizadas, é necessária a presença mínima de três senadores e seis deputados.