Mais de 20% dos parlamentares querem trocar cadeira atual por prefeitura 

Menos de um ano após tomarem posse, 127 congressistas já planejam trocar de função e disputar, em outubro, uma cadeira de prefeito. Segundo um levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo, 121 deputados federais e seis senadores - 21% do total de 594 parlamentares - tentam viabilizar seus nomes para o pleito. 

A oficialização das candidaturas ocorre em junho, e os congressistas não precisam se licenciar para a disputa. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Os parlamentares-candidatos levam algumas vantagens sobre os outros: além da visibilidade do mandato, eles têm a possibilidade de usarem, até abril, verba para produzir jornais e vídeos a título de divulgação do mandato. 

Ao fim dos arranjos estaduais, o número de deputados e senadores que realmente vão concorrer pode ser menor por causa das alianças. Em 2004, 96 congressistas saíram candidatos a prefeito ou vice, mas apenas 16 foram eleitos. Em cada legislatura, 18% dos parlamentares em média tentam ir para as prefeituras. 

Para o cientista político da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) Carlos Ranulfo, os deputados tentam concorrer as prefeituras por considerá-las mais atrativas pelo poder orçamentário.