Movimento promove votação de político mais impune de 2011

O Movimento 31 de Julho, responsável por diversas manifestações contra a corrupção na cidade do Rio de Janeiro realiza uma votação bem-humorada para a escolha do político mais impune do Brasil. A escolha denominada Troféu Algemas de Ouro 2011, termina no dia 15 de janeiro, e é realizada através do Facebook.

Até este sábado haviam sido computados 5.556 votos. O senador José Sarney aparecia e primeiro lugar com 3.339 dos votos, seguido por José Dirceu, com 1.52 e Jaqueline Roriz, com 455.

Também estão na "disputa" o ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento, o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci, o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi, o ex-ministro do Esporte Orlando Silva e o ex-ministro do Turismo Pedro Novais. A votação é feita no endereço: https://www.facebook.com/questions/312564628763887/

Para a entrega do troféu, o movimento promoverá um baile pré-carnavalesco chamado Pega Ladrão que acontecerá no dia 19 de janeiro, no clube Democrático, na capital fluminense, quando serão premiados os três primeiros colocados com os troféus de ouro, prata e bronze.

"O objetivo não é derrubar nem agredir ninguém, mas sim chamar atenção da população e fortalecer os poderes porque assim fortalecemos a democracia", diz um dos fundadores do movimento, o empresário Marcelo Medeiros.

O grupo, formado por amigos na zona sul do Rio de Janeiro, se uniu após a declaração de um jornalista espanhol sobre a mobilização da população brasileira. "O jornalista espanhol Juan Arias (correspondente do jornal El País no Brasil) teria publicado um comentário dizendo que os brasileiros juntam um milhão de pessoas para passeata gays, liberação da maconha, mas que contra a impunidade e corrupção não faziam nada".

Com isso, o grupo resolveu organizar uma passeada no Leblon, no dia 31 de julho, data que acbou dando nome ao movimento. "Queríamos juntar ao menos 12 pessoas, porque tínhamos mandado fazer seis faixas", brinca Medeiros. Na primeira mobilização, realizada na orla da cidade do Rio, 150 pessoas participaram além dos manifestantes chamarem a atenção da população que frequentava a praia naquele domingo. Várias outras manifestações foram realizadas desde então.

Medeiros diz que o objetivo do grupo é conscientizar a população, principalmente em ano eleitoral, sobre a responsabilidade de votar além de servir como voz para a indignação da população por causa da corrupção. "Fomos procurados por alguns políticos, mas rejeitamos qualquer contato. Somos um grupo apartidário, cada integrante tem sua posição, mas o movimento é apartidário".