ES: ainda na UTI, Miss Brasil 2010 respira sem a ajuda de aparelhos 

A modelo Débora Moura Lyra, 22 anos, respirava sem a ajuda de aparelhos na tarde desta quinta-feira na Unidade de Terapia Intensiva do Centro Integrado de Atenção à Saúde (Cias), em Vitória, capital do Espírito Santo. A Miss Brasil 2010 ficou gravemente ferida após um acidente de carro ocorrido na última terça-feira, na BR-101, em Guarapari.

De acordo com boletim médico divulgado pela Unimed Vitória, Débora apresenta quadro grave, mas estável. A paciente "encontra-se lúcida e orientada e já se alimenta por via oral", informa o hospital.

Lyra estava internada no Hospital Estadual São Lucas e foi transferida para o Cias por volta das 18h dessa quarta-feira. Ainda na primeira unidade de saúde, ela foi submetida a uma cirurgia bem sucedida de artrodese de coluna cervical - intervenção para fixação da coluna. Na noite de terça, ela realizou ainda uma laparotomia (incisão na parede abdominal), uma esplenectomia (retirada do baço) e uma drenagem torácica.

O acidente aconteceu por volta das 16h30 de terça-feira, no km 341 da BR-101. Chovia forte no trecho. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Gol em que Débora viajava perdeu o controle em uma curva, invadiu a pista contrária e colidiu de frente com um Toyota Bandeirante.

O namorado de Lyra, Hermon Souza Lopes, 22 anos, a mãe dele, Maria Auxiliadora Miguel de Souza, 55 anos, e Caroline Carone, 21 anos, amiga da modelo também estavam no carro. Hermon e Caroline tiveram lesões graves e Maria Auxiliadora morreu no local do acidente. Três pessoas que viajavam no Bandeirante também ficaram feridas com gravidade.

Ainda segundo o boletim médico da Unimed, Caroline chegou ao Cias na noite de terça-feira e foi submetida a uma cirurgia ortopédica no punho. Ela também sofreu luxação na bacia. Com fratura na clavícula, Hermon chegou ao hospital na madrugada de quarta-feira e passou por cirurgia no fêmur direito. Ele permanece internado na UTI para realização de exames complementares.

O corpo de Maria Auxiliadora foi enterrado por volta das 16h de quarta-feira no cemitério parque da Paz, na Ponta da Fruta, em Vila Velha.