RS: advogada é presa por roubo e formação de quadrilha 

Agentes da Polícia Civil do Rio Grande do Sul prenderam na manhã desta terça-feira uma advogada no bairro City, em Cachoeirinha, interior do Rio Grande do Sul. Os policiais cumpriam mandados de busca e apreensão e a suspeita foi indiciada por roubo qualificado e formação de quadrilha.

A mulher, de 29 anos, não teve o nome divulgado pela polícia. Segundo o delegado Marcelo Farias Pereira, responsável pela investigação, ela é a mesma que, em março, teria tentado passar 28 celulares na Penitenciária Modulada Estadual de Montenegro.

A prisão só foi possível por causa da investigação que estava em curso desde novembro, em decorrência de um roubo de carga na BR 287, naquele município. Segundo informações do motorista do caminhão, o veículo utilizado pelo bando possuía um adesivo que parecia ser da Polícia.

Paralelamente, a delegacia de Brochier investigava um roubo a uma casa lotérica, ocorrido em julho deste ano. As investigações apontaram que um cheque, roubado na época, teria sido depositado na conta de uma mulher, que, posteriormente, ficou comprovado que seria a advogada, presa nesta manhã.

Em início de dezembro a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) suspeitou de uma camionete Tucson em Capela de Santana com as mesmas características daquela utilizada no roubo de carga. Dois indivíduos que estavam no veículo fugiram e na fuga, capotaram o veículo. A partir deste fato, a Polícia constatou que o adesivo, mencionado pelo motorista do caminhão, tratava-se de um adesivo da Ordem Brasileira dos Advogados (OAB). As investigações apontaram que o veículo pertencia à advogada.

Com base nestas informações, o delegado Marcelo Farias representou pelo mandado de busca e apreensão e de prisão preventiva na residência da mulher. No local a polícia apreendeu roupas e fotos do homem, de 29 anos, envolvido no roubo de carga e já recolhido ao sistema prisional. A suspeita foi encaminhada ao sistema prisional gaúcho.