RO: presidente da Assembleia Legislativa chefiava esquema de propina

O presidente da Assembléia Legislativa de Rondônia foi apontado como o suposto chefe de um esquema de cobrança de propina de empresários que possuem contratos com o governo do Estado. 

Segundo o Ministério Público, escutas telefônicas e vídeos comprovam o ato ilícito que envolve o nome de Valter Araujo, do PTB. 

O MP denunciou, com base nas investigações, que uma das empresas envolvidas no esquema, a Romar, pertenceria ao presidente da Assembleia, Válter Araújo, e é comandada por laranjas.

Quinze pessoas foram presas suspeitas de corrupção há um mês, entre elas, Valter Araújo e o secretário adjunto de saúde, José Batista