Parte da ilha de Sarney será colocada à venda por R$ 20,2 mi

Um sobrinho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), decidiu colocar à venda parte da ilha de Curupu, pertencente à família no Maranhão. Gustavo Macieira quer vender 12,5% da ilha, que tem no total 16 milhões de m², por R$ 20,2 milhões, informou uma reportagem do jornal Estado de S.Paulo deste sábado. O sobrinho de Sarney pretende colocar anúncios nos maiores veículos de comunicação do País. 

A ilha, segundo o jornal, é a menor de um complexo de três ilhas e abriga mansões dos filhos do presidente do Senado.

Macieira justifica a venda por não ter contato com a família e nenhum vínculo com o Maranhão. Ele afirma que procurou Sarney para informá-lo sobre a decisão da venda da ilha, segundo o Estado. Ele afirma que deu preferência de compra a cada um dos herdeiros, mas nenhum deles se manifestou. 

A ilha pertencia ao pai da mulher de Sarney e seus irmãos.O presidente do Senado e a mulher, segundo o jornal, doaram 75% da ilha aos três filhos, Roseana, Fernando e Sarney Filho.