Assessor de Padilha passa mal em cerimônia e morre em São Paulo

O chefe do cerimonial do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, morreu na noite deste sábado ao participar de uma solenidade em Campinas (SP). Milton Vasconcelos Filho, 37 anos, teve um ataque fulminante do coração durante a inauguração do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) no bairro Jardim Eleonor por volta das 18h30.

Segundo testemunhas, o ministro teria prestado os primeiros-socorros, mas o assessor não resistiu e morreu. Mara Beatriz Raulino, amiga de Milton, disse que ele cumpriu agenda em Fortaleza (CE) e quando se deslocava pra Campinas já se queixava de dores.

"Ele se sentiu mal no avião e ao chegar na solenidade desmaiou. Foi socorrido pelo ministro e atendido por médicos, mas não resistiu", disse ela, que é chefe de cerimonial do governador Wilson Martins (PSB).

Miltinho, como era conhecido, trabalhou no cerimonial dos governos Mão Santa e Wellington Dias (PT). Há cerca de um ano, o piauiense trabalhava para o ministro da Saúde.

O assessor foi levado para o hospital Mário Gatti em ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O ministro acompanhou Milton até o hospital, suspendeu a agenda e ajudava os familiares a fazer o deslocamento do corpo do assessor para o Piauí.