BA: suspeito de causar acidente que matou 33 pode ir à polícia hoje

A Polícia Civil em Jaguaquara, que investiga o acidente que matou 33 pessoas e feriu 13 no interior da Bahia, afirmou que o motorista que conduzia a carreta, suspeito de causar a batida, pode se apresentar para prestar depoimento ainda neste domingo. Pouco antes das 13h, a irmã do condutor telefonou para a delegacia dizendo que o levaria para depor.

Com base em relatos de testemunhas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) suspeita de que uma manobra da carreta, que transportava gesso, tenha provocado a colisão com um ônibus e um caminhão na madrugada de sábado na BR-116. O ônibus, que ficou completamente destruído, levava cortadores de cana do Mato Grosso do Sul para Pernambuco.

Entre as vítimas fatais, 31 morreram na hora, uma a caminho do hospital e outra após receber os primeiros socorros. Os feridos foram encaminhados para hospitais nos municípios de Jequié e Jaguaquara.

Uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) está providenciando o traslado dos corpos para Pernambuco, de onde era a maior parte dos mortos. Por volta das 15h deste domingo, o avião C 105 Amazonas saiu do aeroporto de Vitória da Conquista com 14 corpos com destino a Caruaru (PE). O trajeto demora duas horas e meia segundo a FAB e a mesma aeronave fará o transporte das demais vítimas.