Sepúlveda divulga ata que recomenda demissão de Lupi

O presidente da Comissão de Ética da Presidência da República, Sepúlveda Pertence, divulgou há pouco o relatório e a ata da reunião que resultaram na recomendação de demissão do ministro do Trabalho Carlos Lupi.

Em entrevista a EBC, Sepúlveda informou que determinou a divulgação após conhecer a decisão da presidenta Dilma Rousseff que, pela manhã, pediu à comissão os elementos que fundamentaram a recomendação. "O relatório e a ata da reunião estarão à disposição da imprensa. Isso [a determinação] eu já assinei".

Sepúlveda evitou comentar a decisão da presidenta de manter o ministro no cargo, apesar da recomendação, e pedir à comissão mais informações sobre Lupi. Ele fez questão de lembrar que trata-se de uma recomendação e não uma determinação. "É que a decisão da comissão não vincula a presidenta. Chama-se recomendação".

Ele também evitou emitir opinião de qual será a decisão de Dilma sobre o futuro do ministro. "Falar sobre isso seria especulação", disse.

De acordo com a secretária de Comunicação Social da Presidência da República, Helena Chagas, a presidenta quer ter acesso aos elementos que motivaram o órgão a recomendar a demissão do ministro. A decisão da comissão foi tomada por unanimidade na reunião que ocorreu na tarde de ontem.

De acordo com Sepúlveda, a decisão se baseou em reportagens sobre um suposto esquema de favorecimento e cobrança de propinas no Ministério do Trabalho, além do uso irregular de um jatinho alugado pelo empresário Adair Meira, durante viagem ao Maranhão. O empresário é responsável por organizações não governamentais que mantêm convênio com o Ministério do Trabalho.