MG: bebê é achado morto em guarda-roupa; pais são presos

Os pais de um bebê de 2 meses foram presos em Cambuquira (sul de Minas Gerais) depois que a criança foi encontrada morta dentro de um guarda-roupas na segunda-feira. Ana Carolina da Fonseca, 19 anos, e Pablo Henrique Teodósio, 23 anos, foram encaminhados para a delegacia de Três Corações, cidade próxima à Cambuquira.

Segundo o sargento José de Souza Filho "uma ambulância foi chamada pelos pais para socorrer a criança e, ao chegarem ao local, os médicos constataram que ela já estava morta e com o corpo gelado, sinais de que já estaria morta há algumas horas" afirmou.

Ainda de acordo com o militar, o que causou estranhamento aos PMs foi o fato dos pais terem demorado para pedir socorro. "A Polícia Militar foi chamada e isolou a área onde a criança estava. Quando esperavam pela perícia, recebemos uma ligação através do 190 informando que ela era sempre colocada para dormir dentro do guarda-roupa e que sofreria maus tratos. E em consequência disso veio a falecer. Depois de uma conversa com os pais da criança, que assumiram que colocavam ela para dormir dentro do guarda-roupa, os militares deram voz de prisão a eles", afirmou.

Ainda de acordo com a PM, a denúncia dizia que uma outra filha do casal, de 1 ano e 11 meses, também sofreria maus tratos e por isso foi encaminhada para o Conselho Tutelar de Cambuquira, que a encaminharia para um parente.