Bebê é encontrado no CE após ser vendido por R$ 70 e cesta básica

A polícia localizou um bebê de 1 mês que havia sido vendido pela própria mãe por R$ 70 e uma cesta básica de alimentos. A criança foi encontrada em uma casa em Fortaleza (CE) e será levada na quarta-feira para Teresina (PI). A operação, que contou com a ação de policiais dos dois Estados, prendeu o ex-deputado estadual do Paraíba e ex-pastor evangélico, Fausto Oliveira. Ele é acusado de agenciar a troca.

"A mãe diz que não sabia das negociações. O fato é que a criança foi dada pela mãe por recompensa de R$ 70 e uma cesta básica. O dinheiro e os alimentos foram entregues pelo ex-deputado Fausto Oliveira", disse a delegada Andréa Magalhães da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente da Polícia Civil do Piauí.

Andréa informou ainda que o bebê passa bem e será entregue para o juizado da Criança e do Adolescente. A mãe, Mires da Silva Lima, 23 anos, foi indiciada pela polícia e poderá perder a guarda da filha. Investiga-se ainda a informação de que o bebê seria vendido em troca de um apartamento no Recife (PE) e R$ 4 mil em dinheiro.

Uma mulher identificada como Gleydes Cavalcante de Carvalho foi presa em Fortaleza acusada de levar o bebê e ser comparsa do ex-deputado Fausto Oliveira. Para a polícia, o ex-deputado disse que é uma "alma caridosa" e por isso deu auxílio para a mãe da criança, que já teria feito um negócio semelhante com outra filha de 5 anos.

A polícia do Piauí divulgou um vídeo em que Gleydes e o ex-deputado conversam com mães em uma festa no Dia da Criança, realizada na periferia da capital piauiense. Usando o argumento de que o ex-pastor era estéril, os dois estariam procurando mães em maternidades de Teresina para negociar. A delegada viajou à Fortaleza para acompanhar o depoimento da mãe do bebê e levá-lo de volta a Teresina.