Padre é preso acusado de molestar menina de 7 anos no Paraná

Um padre de 51 anos foi preso na noite de domingo em Londrina, no norte do Paraná, acusado de ter molestado uma menina de 7 anos em um clube da cidade. De acordo com o comando da Polícia Militar de Londrina, funcionários do estabelecimento chamaram a polícia após testemunharem o abuso. A PM chegou a tempo de evitar que o religioso fosse linchado pelos demais frequentadores.

Marco Túlio Simonini é padre do Clero Diocesano da Arquidiocese de Londrina e foi ordenado em setembro de 2001. Ele foi encaminhado à 10ª subdivisão Policial (SDP) e autuado em flagrante por estupro de vulnerável, cuja pena é de reclusão de oito a 15 anos. O crime se caracteriza por qualquer ato libidinoso com menor de 14 anos.

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a Arquidiocese de Londrina informou que o religioso morava em um seminário da cidade desde o início de 2010 e estava afastado do ministério sacerdotal. O padre Rafael Solano, reitor do seminário, assinou a nota, lamentando o acontecido e dizendo esperar providências da Justiça.