RS: psiquiatra é preso por fraude de R$ 4 milhões à Previdência

A Polícia Federal (PF) em Passo Fundo (RS) deflagrou nesta quinta-feira a Operação Van Gogh, para desarticular uma quadrilha de fraudadores da Previdência Social. O grupo estaria envolvido na concessão de benefícios de auxilio doença por transtornos mentais (depressão). 

Um médico psiquiatra e um despachante previdenciário foram presos e nove pessoas foram levadas para depoimento. A quadrilha teria sido responsável por um prejuízo de R$ 4 milhões.

Foram cumpridos ainda dez mandados de busca e apreensão e um mandado para afastamento do exercício das funções de três servidores da Previdência e um vigilante. O material apreendido será submetido à pericia e os presos encaminhados ao Presídio Regional de Passo Fundo, onde ficarão à disposição da Justiça Federal.