Polícia gaúcha encontra carta que acusa desvio de verbas no PCdoB

Uma carta de 40 linhas, escrita à mão, está preocupando integrantes do primeiro escalão da prefeitura de Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre (RS), e de líderes do PCdoB gaúcho. O texto contém acusações de desvio de verbas e foi parar nas mãos da polícia, depois de ser apreendido junto com outros documentos na Operação Cartola, deflagrada em julho deste ano. 

Na correspondência, datada de 5 de maio de 2010, o então diretor de esportes da cidade, Marcio Taylor, à época filiado ao PCdoB, acusa o titular da Secretaria de Juventude e Esportes, Nelson da Silva Flores, do mesmo partido, de obrigá-lo a devolver sobras de caixa, sob o argumento de que seriam usadas para financiar a campanha da deputada federal Manuela D¿Ávila (PCdoB). As informações são do jornal Zero Hora.

Em tom de desabafo, o autor lista recursos que teria devolvido ao secretário e diz que gravou conversas que comprovariam o suposto esquema. Desde que a carta foi colhida em um armário do gabinete do prefeito João Carlos Brum (PTB), os citados tentam se desvencilhar das suspeitas. 

O homem apontado como autor da carta, que trabalha às vezes como diretor de um ginásio, preferiu não comentar o assunto, mas garantiu que falará à polícia se solicitado. Tanto o prefeito de Alvorada quanto o secretário de Juventude e Esportes negam ter lido a carta, mas admitem que ouviram falar dela.