Títulos de cursos até nível médio poderão ser equivalentes no Mercosul

A Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul (Parlasul) discutirá nesta terça-feira (18) a criação de uma tabela de equivalências entre os graus e títulos relativos a cursos de níveis fundamental e médio não-técnico de países do Mercosul. O parecer pela aprovação da Mensagem 436/10, que trata do tema, será votado pelos membros da delegação na reunião. 

Relator da mensagem, o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) apresentará parecer favorável à equivalência. O conteúdo da proposta é o mesmo que já foi aprovado pelo Conselho do Mercado Comum, em San Miguel de Tucumán, Argentina, em junho de 2008. 

O relator acredita que a equivalência entre os títulos e graus permitirá uma maior aproximação entre os países. "O setor educacional, que é a base da formação e da preparação dos indivíduos para a vida, merece destaque. 

A equivalência promoverá o reconhecimento mútuo e o livre trânsito", diz Arruda.A votação será presidida pelo senador Roberto Requião e acontecerá às 14h30, no plenário 19, na ala Alexandre Costa do Senado Federal.