RS: crianças têm queimadura na boca ao beberem achocolatado 

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) do Rio Grande do Sul solicitou nesta quinta-feira a interdição cautelar de todos os lotes do achocolatado Toddynho após notificações de queimaduras na boca de quatro crianças que ingeriram o alimento. A bebida foi enviada ao Laboratório Central do Estado (Lacen), que constatou um PH de 13,3, considerado muito alto para um alimento.

De acordo com o governo, as notificações foram recebidas de três municípios: Porto Alegre, Canoas e São Leopoldo - na região metropolitana da capital. Os produtos que causaram os ferimentos têm validade até 19/02/2012.

O Cevs emitiu alerta às autoridades sanitárias regionais e municipais de todo o Estado e comunicou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em caso de suspeita de outras ocorrências, o centro orienta a comunicar o disque-vigilância, pelo telefone 150.

Em nota, a PepsiCo, detentora da marca Toddynho, informou que tomou conhecimento dos problemas em cerca de 80 unidades de 200 ml da bebida comercializadas na região metropolitana de Porto Alegre e tomou as medidas para retirar os produtos de circulação. Os produtos são do lote com numeração de L4 32 05:30 a 06:30.

"A PepsiCo mantém profundo respeito com seus consumidores nos seus mais de 50 anos de atuação no Brasil. A empresa pauta suas ações pela ética e transparência e segue rigoroso controle de qualidade para produção de todas as suas marcas", diz o comunicado. A empresa disponibilizou o telefone 0800 703 2222 para esclarecimentos a consumidores.