Center Norte assina termo e tem 20 dias para medidas contra gás

O Shopping Center Norte assinou nesta quarta-feira (28) um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público de São Paulo. Nele, consta que o estabelecimento tem 20 dias para cumprir a instalação de nove drenos de extração de gases, ampliar investigações e monitorar toda a área do shopping. A Companhia Ambiental do Estado (Cetesb) acompanhou o encontro, mas afirmou que sua posição quanto caso está inalterada.

A prefeitura determinou, na terça-feira, que todos os estabelecimentos do Center Norte - estacionamentos, Carrefour e Lar Center - devem fechar em até 72 horas, o que shopping afirmou não pretender fazer. Sua administração disse que tem cumprido as exigências e que não há metano nas lojas. O gás estaria localizado abaixo do piso do empreendimento, "onde as condições para que ocorra uma explosão são nulas", segundo nota.

A região do shopping, ao lado da Marginal Tietê, entrou para a lista de áreas contaminadas críticas em função da existência de gás metano no terreno que, durante décadas - antes da construção do centro -, serviu como depósito de lixo. Além de uma multa diária de R$ 17,45 mil aplicada pela Cetesb, a prefeitura determinou que o shopping atenda a legislação que exige permeabilidade nos estacionamentos, que estabelece a obrigatoriedade de manter 30% das áreas ou piso drenante, assim como a ter uma árvore plantada para cada 40m² de estacionamento.