Maia recebe 270 assinaturas contra voto secreto no Congresso

No final da reunião de líderes nesta terça-feira (27), o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), recebeu integrantes da Frente Parlamentar em Defesa do Voto Aberto, que lhe entregaram um documento com 270 assinaturas de parlamentares, entre deputados e senadores, que pede a votação em segundo turno da PEC 349/01, que acaba com o voto secreto nos plenários da Câmara e do Senado. As informações são da Agência Câmara.

Segundo o presidente da frente, deputado Ivan Valente (Psol-SP), o presidente Marco Maia se comprometeu a discutir o assunto na próxima reunião do Colégio de Líderes. A PEC foi votada em primeiro turno em 2006.

Para o mês de outubro estão previstos atos no Congresso Nacional. A frente conta com a adesão de 264 deputados federais e cinco senadores. Além disso, um abaixo-assinado na internet tem mais de oito mil assinaturas.

As opiniões contrárias à votação secreta vieram à tona e ganharam força após a absolvição de Jaqueline Roriz (PMN-DF) do processo de casssação por quebra de decoro parlamentar, no mês passado. A deputada foi filmada, em 2006, recebendo dinheiro de Durval Barbosa, delator do esquema do mensalão no DF. Em sua defesa, argumentou que o fato ocorreu quando ela ainda não era deputada federal.