Acusado de mortes na Oscar Freire tem prisão preventiva decretada

A Justiça de São Paulo decretou a prisão preventiva de Lucas Cintras Zanetti Rosseti, 21 anos, acusado de matar o analista de sistemas Eugenio Bozola, 52 anos, e o modelo Murilo Rezende, 21 anos, em um apartamento na rua Oscar Freire, nos Jardins, região nobre da capital paulista. A informação foi confirmada na tarde desta terça-feira pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP).

Bozola e Rezende foram encontrados mortos na manhã do dia 23 de agosto. Segundo a Polícia Militar, PMs foram chamados para averiguar uma denúncia sobre "uma pessoa ensanguentada", mas, ao entrarem no apartamento, por volta das 9h10, encontraram os dois homens mortos.

Segundo a Polícia Civil, Lucas Cintras Zanetti Rosseti é o principal suspeito de ter cometido o crime. Ele teria vindo de Igarapava (SP) para conhecer a capital paulista a convite de Bozola, com quem teve um caso amoroso, hospedando-se na residência da vítima. O crime teria acontecido após uma desavença entre as vítimas sobre o tempo de permanência de Lucas na cidade. De acordo com as investigações, Murilo teria reclamado com Eugênio sobre a presença de Lucas, que permanecia no apartamento uma semana após a data combinada para sua volta a Igarapava.

Em depoimento à polícia, Lucas disse que Eugênio teria matado o modelo e, em seguida, partido para cima do acusado, que matou o analista de sistemas em legítima defesa.