Mãe é suspeita de injetar substância no soro do filho no RS

A Polícia Civil de Porto Alegre (RS) investiga a mãe de um menino de 7 anos após denúncias de que ela teria tentado matar a criança em um hospital da capital gaúcha. Segundo a equipe médica da instituição, a mulher teria injetado substâncias no soro do menino enquanto ele recebia o tratamento para leucemia.

O delegado responsável pela 1ª Delegacia de Homicídios e Desaparecidos (1ª DHD), Cléber dos Santos Lima, afirma que o hospital procurou a polícia após desconfiar da mãe, que havia sido flagrada no banheiro da instituição com uma bolsa com seringas e um líquido incolor. De acordo com o delegado, o menino recebia tratamento desde abril e não apresentava nenhum resultado.

Ouvido pela polícia, o menino confirmou que a mãe injetada o líquido das seringas enquanto ele tomava banho. Segundo o delegado, a criança foi afastada da mãe e apresentou melhoras no tratamento. Ela passou por avaliação psicológica e foi internada em uma clínica da cidade de Caxias do Sul.

Ainda de acordo com o delegado, foi solicitada perícia no material, que deve ser concluída na próxima semana. A mulher pode ser indiciada por tentativa de homicídio.