STF arquiva ação contra deputado acusado desviar verbas no RS 

O Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou o inquérito da operação Solidária no qual o deputado José Otávio Germano (PP-RS) era investigado por peculato, após ser citado pela Polícia Federal em investigações de fraudes em licitações para obras de infraestrutura na região metropolitana de Porto Alegre. Relator do caso, o ministro Marco Aurélio Mello acatou o pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que não encontrou indícios de prática criminosa do parlamentar. As informações são da Rádio Gaúcha.

Germano ainda responde por formação de quadrilha no processo referente à operação Rodin, que investiga fraudes no Detran gaúcho, do qual, segundo o Ministério Público Federal, R$ 44 milhões teriam sido desviados. Germano é acusado de liderar o esquema.