SC: fechado, porto não tem previsão para voltar a operar

O Porto de Itajaí completou, neste domingo, quatro dias de atividades suspensas, devido a cheia do Rio Itajaí-Açu. A administração do local, contudo, afirmou que o cais e os demais terminais que formam o complexo não foram atingidos pela correnteza e o impacto na infraestrutura terrestre foi "bastante minimizado" pelos serviços de dragagem.

O porto espera que no decorrer da semana o nível da água baixe e o escoamento do excesso comece, permitindo a previsão para volta das operações.

Em Santa Catarina, 36 cidades decretaram Situação de Emergências e outras oito decretaram Estado de Calamidade Pública devido a chuvas.

Apesar da melhora no tempo, o número de afetados pela chuva continua subindo. Os municípios de Aurora, Benedito Novo, Laurentino e Rio do Oeste ainda não conseguiram enviar dados por causa da falta de comunicação.

Mortes

A defesa civil confirmou uma morte e três feridos em decorrência da chuva. Valdemiro Carminatti, 66 anos, trabalhava no telhado de sua residência, que despencou. Outra morte foi registrada em Rio do Sul. Um morador foi eletrocutado por um cabo da rede de energia, quando remava em um pequeno barco em meio a casas alagadas no município. No entanto, a Defesa Civil não confirmou se o óbito estaria diretamente relacionado à chuva, nem tinha o nome do homem.

Na manhã deste sábado, o Corpo de Bombeiros de Bombinhas encontrou os corpos de dois pescadores que estavam desaparecidos desde quinta-feira. Segundo a corporação, o barco desapareceu quando o mar estava agitado por causa das chuvas. Outros dois pescadores continuam desaparecidos.

Estradas

De acordo com o último boletim, às 7h, cinco rodovias federais estavam interditadas por causa das chuvas.