Chuvas provocam falta de luz e água potável em Santa Catarina

As intensas chuvas que castigam Santa Catarina nesta sexta-feira provocaram falta de água e de energia elétrica em diversas localidades do Estado. Pelo menos 32 mil unidades consumidoras ficaram sem luz em cinco cidades da região do Vale do Itajaí: Blumenau, Gaspar, Indaial, Brusque e Timbó. O número de usuários afetados pode passar das 100 mil apenas nestes cinco municípios.

De acordo com as informações das Centrais Elétricas de Santa Catarina, a energia foi desligada por medida de segurança nas localidades afetadas. O órgão afirmou que as operações de religamento só deverão ter início quando o nível do rio Itajaí-Açú atingir a faixa de 11 m. A expectativa do órgão é de que pelo menos oito mil consumidores possam ter a energia restabelecida até a manhã de sábado.

Em Rio do Sul, água potável apenas para hospital 

O abastecimento de água também foi comprometido no Vale do Itajaí na noite desta sexta-feira. A companhia catarinense de Águas e Saneamento (Casan) informou que existem vários problemas pontuais de abastecimento, mas que a situação mais complicada é a de Rio do Sul, município que teve 80% de suas casas alagadas.

A cidade está sem água potável desde quinta-feira, depois que os alagamentos atingiram a Estação de Tratamento de Água e danificaram duas das três bombas de recalque existentes no local. Apenas instituições de saúde estão com o abastecimento garantido. "Só uma (bomba) está funcionando e o fornecimento de água acontece de forma emergencial apenas para o Hospital Regional de Rio do Sul e para um bairro nas proximidades da estação", afirmou em nota a Casan.

A previsão do órgão é de que o abastecimento retorne ao normal apenas na próxima semana. 

Afetados passam de 800 mil

Segundo boletim da Defesa Civil, havia mais de 819 mil pessoas afetadas, 57,4 mil desalojadas e 8,2 mil desabrigadas no Estado. Além disso, 34 municípios decretaram em situação de emergência e dois entraram em calamidade pública (Rio do Sul e Brusque).

A medição realizada à 0h desta sexta-feira no rio Itajaí-Açu, em Blumenau, registrou a água a 11,6 m acima do normal. O nível superou, assim, o registrado em 24 de novembro de 2008, que era de 11,52 m. Naquele episódio, 24 pessoas morreram na cidade vítimas de deslizamentos de terra causados pela chuva. O nível do rio se encontrava estabilizado em 12,52 m acima da normalidade durante a tarde.

O órgão confirmou uma morte em decorrência da chuva, em Guabiruba. Valdemiro Carminatti, 66 anos, trabalhava no telhado de sua residência, que despencou. Outra morte foi registrada em Rio do Sul. Um morador foi eletrocutado por um cabo da rede de energia, quando remava em um pequeno barco em meio a casas alagadas no município. No entanto, a Defesa Civil não confirmou se o óbito estaria diretamente relacionado à chuva, nem tinha o nome do homem.