PF deflagra operação na BA; fraudes podem chegar a R$ 20 milhões

A Polícia Federal da Bahia deflagrou na manhã desta quinta-feira a "Operação Nevasca". O objetivo da investida é desarticular uma quadrilha acusada de fraudar a Previdência Social em Salvador e região metropolitana.

As investigações, realizadas em conjunto com a Previdência Social, identificaram indícios de inserção de vínculos fictícios nos sistemas da Previdência Social para fins de concessão de benefícios previdenciários como aposentadoria por tempo de contribuição, auxílio doença e pensão por morte previdenciária, normalmente sem o conhecimento dos supostos empregadores.

Foram rastreados mais de 500 benefícios com indicativo de irregularidades, dos quais são responsáveis por um rombo superior a R$ 20 milhões aos cofres da União.

A Justiça Federal determinou o cumprimento de 17 mandados de prisões temporárias e autorizou 21 mandados de busca e apreensão, incluindo o sequestro de bens como uma casa em bairro nobre e diversos veículos importados. Em relação aos mandados de prisão, quatro são para servidores da Previdência Social, dois para contadores e o último para um funcionário da Caixa Econômica Federal.

Segundo nota da Polícia Federal, todo o material apreendido será analisado pela Força Tarefa Previdenciária. Os presos serão ouvidos na sede da Superintendência da Polícia Federal em Salvador e indiciados pela prática dos crimes de estelionato, formação de quadrilha e corrupção ativa ou passiva.