Africano é espancado e torturado até a morte em Fortaleza

O estudante de Direito Jason Teixeira Hoffer Barreto, 22 anos, foi espancado e torturado até a morte no último domingo na Favela do Oitão Preto, localizada no centro de Fortaleza (CE). Natural de Cabo Verde, na África, ele fazia intercâmbio na capital cearense e vivia em uma república que abriga estudantes africanos.

Conforme a polícia, Jason foi encontrado muito machucado na noite de domingo e encaminhado para um hospital de Fortaleza. 

Ele permaneceu internado até ontem, quando morreu devido aos ferimentos. Jason tinha lesões internas, traumatismo craniano e ferimentos no rosto.

O caso foi encaminhado para o 34º DP. A polícia ainda não tem suspeitos e não sabe o motivo do crime. O africano não tinha antecedentes criminais e deixa um filho recém-nascido. A mãe dele estava em Fortaleza para organizar o traslado do corpo a Cabo Verde.