PF prende seis pessoas em operação contra tráfico de animais

A Polícia Federal (PF) prendeu hoje (10) seis pessoas acusadas de pertencer a uma quadrilha que comercializava animais por meio de um site. O grupo agia, segundo a polícia, no Brasil e no exterior. De acordo com a assessoria da PF no Paraná, um casal que mantinha o site foi preso em Arapongas, interior do Paraná, e quatro pessoas foram detidas em São Paulo.

No escritório do casal, a polícia encontrou animais que seriam entregues a pessoas que pagavam de R$ 500 a R$ 55 mil por espécie exposta no zoológico virtual. A quadrilha tinha criadouros particulares em vários estados.

A operação foi deflagrada em São Paulo, no Paraná, no Rio de Janeiro, em Minas Gerais, na Bahia, no Ceará e na Paraíba. No total, 150 policiais federais e 106 fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) participam da ação.

De acordo com a PF, os investigados responderão pelos crimes de tráfico internacional de fauna, tráfico de animais silvestres nativos, estelionato, sonegação fiscal, falsidade ideológica e biopirataria, entre outros.

O balanço da operação será divulgado à tarde pela Polícia Federal em São Paulo.