SP: obras do Rodoanel causam aumento no número de gestações

As obras de construção do Rodoanel, que vai circundar toda a Grande São Paulo, interligando as rodovias que chegam à capital paulista, vem aumentando consideravelmente o número de de casos de gravidez na adolescência e de mães solteiras na região. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo deste domingo, moradores e conselheiros tutelares afirmam que muitas mulheres engravidaram durante os três anos de obras do trecho sul, quando cerca de 4 mil funcionários permaneceram no local. Em 2008, houve aumento de 31% no total de grávidas na cidade - e de 61% de gestantes com menos de 20 anos, segundo o jornal. Em quatro das cinco casas de saúde que atendem nas regiões da obra, houve aumentos 40% a 82% nos casos de gravidez, sendo de 73% a 91% na adolescência

Segundo a Folha, a comunidade relata também um aumento na prostituição, além do consumo e do tráfico de drogas. A Dersa, empresa do governo de São Paulo responsável pelas obras do Rodoanel, afirmou ao jornal que os projetos sociais realizados durante a construção do trecho sul foram voltados para as famílias removidas, e pouco foi feito para reduzir o impacto das obras aos que permaneceram no local. Para a construção do trecho norte, que deve começar em dezembro, a Dersa diz que pretende ampliar os projetos sociais, mas questiona a relação entre o aumento do número de gestantes e as obras.